O que é a Infertilidade?


A infertilidade é o resultado de uma falência orgânica devida à disfunção dos órgãos reprodutores, dos gâmetas ou do concepto. Um casal é infértil quando não alcança a gravidez desejada ao fim de um ano de vida sexual contínua sem métodos contraceptivos. Um em cada seis casais manifesta problemas de fertilidade.
  • Na Europa cerca de 10% a 15% da população em idade fértil tem problemas de infertilidade.

  • Calcula-se que em Portugal atinja actualmente 40.000 pessoas e, que este número tenda a aumentar.


02.jpg 01.jpg

Factores que influenciam a fertilidade de um casal:

  • Idade do homem/mulher;

  • Frequência e técnica do coito;

  • Uso de lubrificantes vaginais;

  • Doenças sexualmente transmissíveis;

  • Exposição a produtos tóxicos ambientais ou a certos medicamentos;

  • Coexistência de algumas doenças.


03.jpg 04.jpg

Possíveis causas de Infertilidade


Em aproximadamente 20-30% das situações, a causa de infertilidade é um problema do homem - há poucos espermatozóides ou eles não têm as características adequadas.

Noutros 30-40% dos casos, o problema é da mulher (o mais frequente é haver perturbações da ovulação, mas a obstrução das trompas é também uma situação relativamente comum).

Em cerca de 30% dos casais inférteis ambos os cônjuges contribuem, em maior ou menor grau para o problema.

Em 5% a 10% dos casais não se detecta qualquer razão aparente para a infertilidade, que então se designa por infertilidade inexplicada ou de causa desconhecida.


Problemas com a Mulher:


ü Anovulaçao (ausência de ovulação);

ü Obstrução das Trompas de Falópio

ü Doença do útero

ü Muco cervical desfavorável

ü Endometriose

ü Aborto de repetição

ü Infertilidade inexplicada

ü A fertilidade declina bruscamente a partir dos 35 anos.

ü As mulheres deveriam iniciar a construção da família durante os 20 anos ou no início dos 30.


Problemas com o Homem:


ü Diminuição do número de espermatozóides

ü Espermatozóides com mobilidade reduzida

ü Espermatozóides com configuração anormal

ü Ausência de espermatozóides


A infertilidade tem aumentado nos países industrializados devido:


1. Ao adiamento da idade de concepção;

2. À existência de múltiplos parceiros sexuais;

3. Aos hábitos sedentários e de consumo excessivo de gorduras, tabaco, álcool e drogas, bem como aos químicos utilizados nos produtos alimentares e aos libertados na atmosfera.


infertilidade-pq.gif 05.jpg

Factores que contribuem para a Infertilidade


Dietas e Desordens Alimentares

  • Dietas bem balanceadas não têm um efeito benéfico sobre a fertilidade, apesar de fazerem bem à saúde.

  • Excesso de exercícios e desordens alimentares podem ser uma causa de infertilidade.

  • Mulheres com alto nível de colesterol podem não ovular mesmo que sejam menstruadas.

  • A bulimia e a anorexia, durante muitos anos na vida da mulher, podem ter impacto negativo na fertilidade, as mulheres não ovulam mesmo tendo menstruação normal.

  • As mulheres com disposição para ter pré-obesidade ou obesidade registam um aumento significativo do risco de amenorreia (ausência de menstruação).


Compostos Tóxicos

  •  Substâncias presentes no fumo do tabaco e libertadas por escapes de carros podem causar a morte dos óvulos.


Doenças Sexualmente Transmissíveis

  • Doença Inflamatória Pélvica, Sífilis e Gonorreia são causas de infertilidade.

  • O uso de preservativos é altamente recomendável por todas as autoridades médicas, como uma importante forma de evitar a infertilidade causada por doenças sexualmente transmissíveis.


Álcool

  • Na grávida, ou na futura grávida, o consumo de álcool aumenta o risco de aborto e pode até lesar o óvulo, impedindo a sua fecundação.



Tabaco

  • As mulheres que fumam têm maior dificuldade em engravidar e maiores taxas de abortos espontâneos.


Consumo de cafeína

  • Pode afectar a capacidade de conseguir engravidar e de prosseguir com a gravidez. Isto porque durante a fase lútea o corpo não processa tão bem a cafeína.

Ansiedade

  • A prática mostra que, muitas vezes, a dificuldade em engravidar é apenas consequência da ansiedade em relação ao facto de vir a conseguir ou não ter filhos.

  • Habitualmente, casais que já desistiram da ideia, acabam por conseguir uma gravidez só pelo facto de se ter aliviado a tensão psicológica sobre o assunto.


Tratamento


As técnicas de reprodução medicamente assistida, como:

  • Inseminação artificial;

  • Estimulação hormonal;

  • Fecundação in vitro;

  • Colocação de embriões no útero;

São talvez as técnicas mais utilizadas pelos indivíduos com problemas de infertilidade.


Quem consultar em caso de infertilidade?


O casal com problemas de infertilidade deve consultar um especialista de Reprodução Medicamente Assistida (RMA), quer nas consultas de infertilidade dos hospitais públicos, quer nas clínicas privadas dessa especialidade.



Dr. Eduardo Sá:

“… as relações sexuais com uma finalidade quase exclusivamente procriativa serão um “eficiente contraceptivo.”

(Sá, E., 2004, p.37)

07.jpg 06.jpg

Links:

Clínicas de infertilidade

http://www.spmr.pt/clinicasinfertilidade.aspx

Sociedade Portuguesa de Medicina da Reprodução

http://www.spmr.pt/faq.aspx