O que é a obesidade?


A obesidade é um perigo para a saúde.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a obesidade é uma doença em que o excesso de gordura corporal acumulada pode atingir graus capazes de afectar a saúde. Este excesso de gordura resulta de sucessivos balanços energéticos positivos, isto é, em que a quantidade de energia ingerida é superior à quantidade de energia gasta: A obesidade é um desequilíbrio entre a quantidade de energia que se ingere e a quantidade de energia que se gasta. A obesidade é uma doença crónica, é a doença nutricional mais prevalecente a nível mundial e a epidemia do século XXI.

A obesidade infantil:


Tem-se assistido a um crescente aumento da prevalência da obesidade infantil. Segundo a comissão Europeia, Portugal está entre os países europeus com maior número de crianças com excesso de peso. Mais de 30% das crianças entre os 7 e 9 anos tem excesso de peso ou são obesas, o sexo feminino apresenta valores superiores às do sexo masculino. A nível regional, o Alentejo é onde se verifica a maior prevalência de obesidade.

obesidade_infantil.jpgimages_(10).jpgimages_(7).jpgimages_(8).jpg

Qual o papel desempenhado pela televisão e os jogos de video-game na obesidade infantil e do adolescente?

Segundo a literatura mais recente, a televisão parece desempenhar um papel importante na génese da obesidade infantil. A televisão reforça o estilo de vida sedentário e promove uma alimentação desequilibrada através da publicidade. Segundo um estudo da DECO realizado em 2004, a categoria de produtos mais publicitados, durante a programação infantil, é a dos bolos e chocolates, alimentos ricos em açúcar e gordura e portanto pouco interessantes numa alimentação saudável. É, por isso, importante reduzir o tempo que as crianças despendem a ver televisão, recomendando-se menos que 2 horas/dia.

Fonte: http://www.hevora.min-saude.pt


Qual o papel dos pais e educadores na prevenção da obesidade infantil e do adolescente?

É imprescindível o envolvimento da família e de todos os prestadores de cuidados às crianças e adolescentes na mudança de hábitos e comportamentos. É adopção de hábitos saudáveis a melhor medida de prevenir e tratar a obesidade.

Durante a infância e adolescência não se recomendam dietas restritivas, porque as crianças estão em desenvolvimento e não podem privar-se dos principais nutrientes. É preciso é que as crianças aprendam e tenham uma alimentação saudável.


Fonte: http://www.hevora.min-saude.pt


É importante:
  • Face às consequências para o futuro, a obesidade da criança e do adolescente necessita de uma intervenção urgente.
  • A prevenção da obesidade infantil é essencial!
  • É fundamental a promoção de uma nutrição equilibrada, a redução do sedentarismo e a prática regular de exercício físico.


Quais as causas da obesidade?


As pessoas com maus hábitos alimentares comem demasiado açúcar e gordura. A gordura e o açúcar em excesso fornecem energia adicional.
Se o nível de exercício físico não for suficiente para queimar toda esta energia, a gordura ingerida é armazenada sob a forma de gordura corporal.
O excesso de peso surge quando a dieta de uma pessoa lhe fornece mais energia do que aquela que o seu organismo precisa.

Está em risco de vir a sofrer de excesso de peso se tiver:
  • História familiar de obesidade;
  • Pouco exercício físico;
  • Maus hábitos alimentares;
  • Uma doença subjacente, como por exemplo diabetes tipo 2.

IInformação traduzida e adaptada de www.health-kiosk.ch

Como se diagnostica o excesso de peso?


  • História familiar, evolução do peso, hábitos alimentares, factores sociais, ambientais e psicológicos
  • Perímetro abdominal
  • Determinação da tensão arterial, dos níveis sanguíneos de lípidos e de glicose
  • Peso, altura: cálculo do índice de massa corporal (IMC)

O que é o índice de massa corporal?

O índice de massa corporal é uma medida utilizada para determinar se existe ou não excesso de peso.

IMC = peso (kg) por ex. IMC = 80 kg = 23,4 kg/m2
altura2 (m2) 1.85 x 1.85

Qual a importância do perímetro abdominal?

As mulheres e os homens cujo perímetro abdominal seja superior a 88 cm e 102cm, respectivamente, têm maior probabilidade de adoecerem em resultado da obesidade.Por outro lado, a determinação da relação entre o perímetro da cintura e da anca fornece informação útil sobre a distribuição da gordura, a qual tem um papel importante nas doenças relacionadas com a obesidade, uma vez que uma distribuição abdominal da gordura (corpo em forma de maçã) está associada a maiores riscos para a saúde do que uma distribuição periférica (corpo em forma de pêra).



images_(9).jpg


Informação traduzida e adaptada de www.health-kiosk.ch


Diferenças entre obesidade e excesso de peso:



O excesso de peso e a obesidade são diferentes graus de uma doença em que se verifica uma acumulação excessiva de gordura corporal, suficiente para constituir uma ameaça para a saúde.

A obesidade pode ser determinada através do índice de massa corporal (IMC):

  • Os indivíduos saudáveis têm um IMC entre 18,5 e 25.
  • Ter excesso de peso significa ter um IMC de 25-30.
  • Os obesos (indivíduos com IMC superior a 30) têm um risco especialmente elevado de desenvolver problemas de saúde e este risco aumenta de uma forma dramática com o aumento do IMC.


Informação traduzida e adaptada de www.health-kiosk.ch

Que doenças podem estar relacionadas com a obesidade?



DOENÇAS
Imagens relacionadas com as doenças
Hipertensão
Hipertensão.jpg
Hipercolesterolemia
Hipercolesterolemia.jpg
Diabetes tipo 2
Diabetes_tipo_2.jpg
Osteoartrose
Osteoartrose.jpg
Arteriosclerose
Arterioesclerose.jpg
Enfarte do miocárdio
Enfarte_do_miocárdio.jpg
Acidente vascular cerebral
Acidente_vascular_cerebral.jpg


Tratamento para o excesso de peso:


Estabelecer expectativas realistas:

É Fundamental para o sucesso do tratamento do doente, a motivação para atingir objectivos realistas:
  • Uma diminuição de 5-10% do peso corporal (5-10 kg) é um bom resultado;
  • Melhoria nas doenças associadas (hipertensão, diabetes tipo 2), melhoria do estado geral de saúde;
  • Muitíssimo importante é a manutenção a longo prazo da (mesmo que modesta) diminuição do peso.

Motivação para a perda de peso:
  • Consulte um médico à sua escolha;
  • Altere os hábitos alimentares passando a comer mais fruta, vegetais e fibras;
  • Faça mais exercício, começando por um passeio diário;
  • Estabeleça objectivos realistas, como por exemplo perder 1-2 kg por mês;
  • Peça aconselhamento do seu médico quanto a medicamentos para emagrecer que possa associar a uma dieta.

Informação traduzida e adaptada de www.health-kiosk.ch

Prevenção do excesso de peso:



Os músculos são responsáveis pela maior parte do consumo energético do organismo. Quando está fisicamente activo o seu corpo obtém a energia de que necessita a partir da gordura, dos hidratos de carbono e do oxigénio e ao fazê-lo queima gordura. Assim, as pessoas que fazem pouca actividade física ou têm profissões sedentárias devem consumir o mínimo possível de gordura.

Praticar Desporto:
Nem todas as formas de desporto são adequadas às pessoas com excesso de peso. Se necessário, discuta primeiro com o seu médico se é melhor para si dar um passeio longo todos os dias em vez de, por exemplo, correr uma maratona.

Alteração da Dieta:
Uma redução eficaz do peso exige uma modificação dos seus hábitos alimentares. Passar fome ou fazer dietas drásticas não conduz aos resultados pretendidos.


Informação traduzida e adaptada de www.health-kiosk.ch

O excesso de peso em Portugal:


  • 39% da população adulta tem excesso de peso1
  • 14% da população adulta é obesa1

1 Obesity Reviews (2006) 7, 233-237
Informação traduzida e adaptada de www.health-kiosk.ch